Eveline


Bom dia. Que bom acordar cedo e aproveitar o dia. E finalmente sentei em meu lugar preferido de SP, o parque Trianon Masp. Aqui é tipo um jardim secreto em plena Avenida Paulista. Gosto tanto que nem sei... É um lugar que tudo para em mim, menos o que está do lado de dentro,  e essa parte que não para, acalma, muda de tom, sinto,[re]ciclo. 
Olho pra o outro lado e construo/sinto coisas.
O lugar é tão verde, cheio de caminhos, cheio de passarinhos e tem um cheiro tão bom! Faz frio e também por isso fico feliz. Aqui, me concentro com tanta leveza que nem escuto mais os carros ou helicópteros na Paulista. 
Pego um café, o preferido daqui que é logo ali na esquina, e trago pra cá. Respiro, leio um pedaço de Lavoura Arcaica, "Pondo folhas vermelhas em desassossego, centenas de feiticeiros desceram em caravana, dos altos dos galhos, viajando com o vento...".
 Penso em tanto. Por aqui, as pessoas correm, passeiam com os cachorros, uns passeiam com seus companheiros, outros abrem o jornal, outros apenas respiram. Ando mais. Tiro fotos, leio mais. Algumas pessoas, assim como eu, apenas sentam nos bonitos banquinhos de madeiras que dão charme ao lugar. Tem um banco desses com uma fita vermelha amarrada no pé. Fico tentando imaginar em que contexto ela foi parar lá. Talvez exista uma história bonita amarrada ali.Respiro (suspiro? ). Escuto uma música. 
O dia está bonito, céu bem azul, nuvens brancas espaçadas, o sol parece querer gritar, mas o frio de 16 grau não o deixa. O café está esfriando. Como disse, o céu está bonito, mas segundo a previsão do tempo, talvez, chova ainda hoje. Ou daqui uns dias, em outros lugares que eu estiver. E sim, por isso, talvez  eu precise de algo amarelo pra me proteger. 





 Eveline.  12:05 h



edit post
Reações: 
0 Responses

Postar um comentário

Como estava o Café? Alguma Palavra a deixar?