Eveline

Pouco mais de 6:30h da manhã e eu já na estrada. Meu destino de hoje é Campina Grande. Indo mais uma vez para a aula do mestrado na UEPB. Ontem estive em Natal, participei do II Colóquio de Culturas Africanas. Ótimo evento e o dia me trouxe horas maravilhosas perto de passoas queridas.
Agora estou por aqui, Elis Regina me lembra que as águas de março já fecharam o verão faz tempo, mas as promessas de vida ainda continuam...
Esses dias têm sido tão felizmente perturbados. Acabei finalmente minha Monografia de Especialização. Nela me debruço sobre a Representação do Negro no filme "Quase dois Irmãos" da diretora Lúcia Murat. Quarta-feira será minha defesa e é fato que estou numa mistura de felicidade, ansiedade e nervosismo...acredito que essa é uma ótima mistura em quase tudo na viida. É bom ficar com as paredes do estômago arranhando.
Outra coisa que tem me deixado em estado de ansiedade é que no dia seguinte da minha defesa estarei mais uma vez indo para minha tão querida São Paulo. Como sempre digo, a Paulicéia Desvairada é necessária ao menos uma vez ao ano. Estou com um pacote de saudade guardado no peito há meses. É uma pena eu apenas poder passar cinco dias por lá dessa vez.
Agora vou ficar por aqui, vendo um sol fumê pela janela. A estrada está silenciosa, eu escutando portished, Paulinho da Viola, radiohead e stromae, mas a verdade é que a trilha dessa semana é do Echo & the Bunnymen.
Bem, é isso, quatro cidades diferentes em quatro dias, muita estrada, muita ansiedade, poucas horas dormidas, Leminski, muitos cafés, sorrisos, palavras que surpreendem, silêncios que provocam saudades, músicas que traduzem os dias, céu azul, sol quente demais e a chuva que às vezes vem para aliviar.
Assim é a [minha] vida agora. Continuo "grávida de futuro".

Bons cafés,

Eveline Alvarez
edit post
Reações: 
2 Responses
  1. Valeska Says:

    Adorei o post! :)))
    Essa expressão "grávida de futuro" é linda.
    Beijos!


  2. Moama Says:

    E o meu coração é irmão do teu nessa filiação às estradas...

    P.S: A viagem à 'Pauliceia desvairada' chegará como um belo presente pós-monografia, hein?!


Postar um comentário

Como estava o Café? Alguma Palavra a deixar?